Eurovisão | Diogo Piçarra

Eurovisão, Oh meu Deus! Eu fico, realmente, entusiasmada só de saber que vem ai mais um ano!
2017, foi o nosso ano e Thanks God por ninguém se lembrar de dizer que a música "Amar pelos dois" era plagiada. Ainda nos pediam o troféu de volta.
Agora, sem sarcasmo... 2018 foi o primeiro ano em que vibrei ao saber que o Diogo Piçarra iria participar. Já sabia que dali vinha uma coisa muito boa mesmo. Quando tomei conhecimento que ele tinha o número máximo a nível de pontuação, acho que cresci dois metros. Foi a cereja no topo do bolo. (Mas também já suspeitava.)
Confesso que não vi em direto (shame on me) mas corri mal saiu para o Youtube. Sem surpresa, já estava nas tendências e, cada vez mais, ia me convencendo que seria a "Canção do Fim" a representar o nosso país em 2018. Mal fiz scroll e li os primeiros comentários, fiquei maravilhada com o tanto de pessoas com a mesma opinião que a minha, quer dizer... Foi uma maravilha até chegar aos infelizes.
Em pleno século 21, havia pessoas a usar a palavra "plágio" sem saber o seu devido significado!
Fiquei a pensar o que leva as pessoas a fazerem estes tipos de comentários sem tomar os devidos conhecimentos. Sentem-se felizes em esmagar o que é construído com tanto trabalho e dedicação?
O ser humano sempre foi mau mas com a vinda da internet parece que tende a piorar.

Infelizmente, perdemos um forte candidato à vitória da Eurovisão 2018!
Qual a vossa opinião em relação a este assunto?


Share:

8 comentários

  1. Eu já tinha ouvido falar disto, mas não ainda não tinha ouvido as músicas em causa. Devo dizer que agora que fui passear pelo youtube não acho nada que seja plágio. Aliás, acho normal o artista ter chegado àquele ritmo para a sua canção. Afinal, o ritmo é tão simples! Mas a letra não tem nada a ver uma com a outra. Enfim.

    Miss DeBlogger

    ResponderEliminar
  2. é tão triste ver que as pessoas são injustas e que falam sem falar
    http://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. É uma tristeza sinceramente... Para mim era A melhor música, mas Portugal é um país de pessoas mesquinhas... Enfim -.-" e tivesse a música todas essas semelhanças! Pode até ser parecida, mas nada por aí além!

    ResponderEliminar
  4. Não acho que a música fosse grande coisa, nem que fossemos conseguir um bom lugar, mas sinceramente o lote de músicas também não é muito diferente, todo muito baladas calmas sem nenhum carisma.
    O bom é que há já entradas maravilhosas de outros países para animar o espectáculo.
    Em relação à polémica, eu achei ridículo sinceramente, tudo hoje em dia acusam de plágio, os representantes de Itália também foram acusados e vão na mesma.

    MRS. MARGOT

    ResponderEliminar
  5. foi das coisas mais tristes , o Diogo tem tido tanto trabalho para alcançar o sucesso que tem e merecido claro ! E do nada vem alguém que estraga tudo pondo em risco o seu futuro ... é tão triste !
    Nem imagino como ele possa estar neste momento !
    O Olhar da Marina

    ResponderEliminar
  6. Não estou muito dentro do assunto sobre o que aconteceu mas sim, ele tinha forte potencial! :)

    http://purflefox.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  7. Vivemos numa sociedade que é muito rápida a julgar e a descredibilizar o trabalhos dos outros. A melodia tem semelhanças, sim, como o próprio Diogo reconheceu, mas daí até afirmarem de boca cheia que foi plágio vai uma grande distância. Porque, lá está, este ato implica uma intenção deliberada. Se as pessoas pensassem nas coisas, se as pessoas se dessem ao trabalho de conhecer o percurso do Diogo, perceberiam que, para além de não ter qualquer necessidade de usar músicas que não são suas, porque é um artista integro, não iria arriscar a carreira que tem construído com tanta inteligência e sensibilidade por 3 minutos num Festival.
    A Canção do Fim é maravilhosa! E fico realmente triste por saber que não estará presente na final. Mas compreendo a decisão que ele tomou

    ResponderEliminar